22 de fevereiro de 2016

VIAGEM PELO SUL DA SUÉCIA (E UM POUQUINHO DA DINAMARCA)

Há quase dois anos, aproveitamos o feriado de Páscoa e pegamos o carro para viajar por algumas cidades da Suécia e pela capital da Dinamarca. Não sei por que ainda não tinha escrito a respeito no blog, mas aqui está. É uma ideia de roteiro pra quem quiser fazer uma roadtrip de quatro dias e conhecer outras cidades além de Estocolmo. Durante estes quatro dias, visitamos cerca de oito cidades/regiões em dois países! Pode parecer corrido, mas se tudo for como o planejado e você começar o dia cedinho, dá pra conhecer tudo tranquilamente.

É óbvio que depois de tanto tempo eu não lembro todos os detalhes, como horário de saída e chegada nos lugares, mas algumas coisas ainda consigo lembrar.

A ideia era de, na ida, passar pelo interior, pegar um pedaço da costa oeste e, na volta, passar pela costa leste.

RUÍNAS DO CASTELO BRAHEHUS
A nossa primeira parada foi nas ruínas do castelo Brahehus, que fica há 3 km de Gränna, Jönköping. As ruínas do castelo situam-se a 270 metros acima do nível do mar e 180 metros acima do lago Vättern. A vista panorâmica do mar e da ilha de Visingsö é de tirar o fôlego de tão maravilhosa!

Ruínas do Brahehus      ::     Foto: Victória Freitas
O castelo Brahehus foi construído por volta de 1640, abandonado em 1680 e sofreu um incêndio em 1708. Ele fica bem perto da rodovia E4, muitos turistas passam por ali e, se não me falha a memória, acho que tem um restaurante por lá. Só ficamos um pouco para admirar a vista, tirar umas fotos e cair na estrada de novo.

GRÄNNA
Passamos também por Gränna, uma cidadezinha do condado de Jönköping, onde foi criado o famoso Polkagris (aquela bengalinha doce listrada de vermelho e branco). A tradição de fabricar doces na cidade existe há muitos anos.

Polkagris nas cores do Brasil em homenagem a nós (mentira.. haha)   ::   Foto: Victória Freitas
Não ficamos muito tempo por lá, só demos uma passada básica em uma fábrica de doces muito bonitinha, vimos como o polkagris é feito, compramos doces e mais doces e voltamos a viajar.

JÖNKÖPING (CIDADE)
Jönköping também foi uma das cidades nas quais paramos por pouco tempo para dar uma descansada da estrada. Aproveitamos pra dar uma olhada em mais um pedaço do segundo maior lago da Suécia: Vättern.

GÖTEBORG
Gotemburgo é a segunda maior cidade da Suécia (a maior é Estocolmo) e uma das mais conhecidas por turistas e estudantes.


Decidimos ficar mais tempo, já que a cidade é muito bonitinha e seria ótimo dar uma passeada mais longa por lá. Aproveitamos o restante do primeiro dia pra andar pelo centro da cidade, tomar um café, fotografar e descansar.

Não tínhamos marcado hotel antes de viajar, porque não sabíamos qual seria o ritmo da viagem. Enquanto passeávamos pela cidade, decidimos que passaríamos a primeira noite ali. Conseguimos encontrar um hostel muito legal. Chegamos lá, jantamos (o famoso macarrão instantâneo, vulgo miojão) e fomos dormir.

Acordamos cedo no outro dia para conhecer mais da cidade e fazer coisas normais de turista. Tomamos um café e, já que o próximo destino já sabíamos que iríamos provavelmente acampar, passamos no supermercado e compramos algumas coisas pra fazer churrasco (do jeito sueco, com mini churrasqueiras descartáveis).

TYLOSÄND (HALMSTAD)
Aproveitamos o tempo bom e fomos pra praia, não que tenhamos entrado na água gelada, mas pelo menos tivemos a chance de ver a praia mais bonita da Suécia (segundo os próprios suecos), famosa pelos seus 7km de praia. Com as praias maravilhosas do Brasil, não achamos essa praia lá tão especial.

Praia de Tylosänd      ::       Foto: Victória Freitas
Agora vamos à parte passando vergonha na viagem...
Já sabíamos que queríamos acampar, então indicaram pra gente um parque de camping maravilhoso, super organizado e bem pertinho da praia. O problema é que nossa ideia de acampamento é bem diferente da ideia na mente sueca: enquanto TODOS no lugar estavam com seus trailers super chiques (parecendo casas, com varanda mobiliada e tudo), a gente tava lá montando duas barraquinhas que, apesar de pequenas, chamavam atenção mais que qualquer coisa. Aproveitamos e colocamos logo a bandeira do Brasil entre elas, o que atraiu olhares ainda mais estranhos pro nosso lado.

Enfim, fizemos nosso churrasquinho, curtimos o clima gostoso da praia e passamos a segunda noite por lá.

COPENHAGUE (DINAMARCA)
Saímos bem cedinho da praia e partimos a caminho da capital da Dinamarca, Copenhague. Ficamos o dia inteiro por lá e visitamos alguns dos pontos turísticos principais e centrais da cidade.

Foto: Victória Freitas
Foto: Victória Freitas
CHRISTIANIA
Um dos pontos mais interessantes da viagem a Copenhague foi passar pela comunidade independente Christiania. Cerca de 850 pessoas vivem na comunidade que tem suas próprias leis, moeda e inclusive comércio de drogas como maconha (o que era considerado ok até 2004).

Antigamente, Christiania era uma área de bases militares que foi abandonada e ocupada por hippies, artistas, anarquistas, como uma forma de protesto ao governo da Dinamarca.

Protesto em Christiania  ::   Foto: Victória Freitas
Infelizmente não é permitido fotografar dentro da comunidade, já que o comércio de drogas é proibido, mas ainda acontece por lá. O interior é muito peculiar, com paredes graffitadas, alguns suportes com cigarros de maconha pra quem quiser pegar e uma área natural bem bonita com um lago ao redor do qual as pessoas sentam para fazer piqueniques e "viajar".

Quando estávamos saindo de lá, percebemos uma enorme quantidade de pessoas fazendo um protesto na entrada de Christiania aos gritos de "fri hash nu" (maconha livre agora), música alta e alguns policiais. Nessa hora, eu tentei tirar foto da entrada do local, mas jogaram algumas coisas em mim. Pensei: poxa, então não posso tirar foto nem daqui que jogam ovos em mim? Até me afastar e perceber que tinham jogado vários cigarros de maconha ao meu redor. Hahaha

Não... não fumei. Juro. =)

MALMÖ
Saímos de Copenhague já no finalzinho do dia e, no caminho de volta pra Estocolmo, fizemos uma rota diferente, com a primeira parada em Malmö, terceira maior cidade da Suécia.

Já fomos direto procurar um hostel, já que chegamos à noite na cidade. No outro dia de manhã tomamos café no próprio hostel e demos uma volta pela cidade. Como era nosso último dia de viagem, ficamos pouco tempo por lá pra dar tempo de chegar tranquilo em casa.

ÖLAND
Seguindo nosso caminho, paramos para almoçar na segunda maior ilha da Suécia, um lugar maravilhoso, com uma vista magnífica do mar báltico: Öland.

Foto: Karla Majic
Estava bem frio por lá e o vento tava castigando. Como parecia que a chuva estava vindo, resolvemos só dar uma passeada de carro pela ilha e continuamos nosso caminho de volta à Estocolmo.

EDSBRUK (TINDERED)
Achamos que de Öland iríamos direto para Estocolmo, mas resolvemos parar na estrada para um café e encontramos um lugar muito aconchegante, lindo: Tindered Lantkök, onde resolvemos ficar até o pôr do sol, um dos mais perfeitos que já vi.
Tindered Lantkök    ::     Foto: Victória Freitas
Foto: Victória Freitas
Depois do pôr do sol maravilhoso pra fechar a viagem com chave de ouro, seguimos para Estocolmo, com a lembrança de uma das viagens mais legais que já fizemos.


Olha só o videozinho que fiz... =)



Hej då!

3 comentários:

  1. Oii �� Adorei conhecer um pouco sobre a história da Dinamarca. Que loucura heim fazer passeata pra pedir drogas rss. Comentei isso com o meu sambo e ele confirmou a história que você escreveu. Muito lindo o seu passeio ����

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, Rúbia! Pois é, menina! É cada uma que a gente vê por aí! Hahaha
      Muito obrigada, que bom que gostou. Eu também achei lindo esse passeio!

      Excluir
  2. Lindo video, e lindas fotos de sua viagem, pelo sul da Suécia, esse país me encanta, por toda a beleza natural preservada . já estive nessa regiao, no verao e na primavera e no outono em Estocolmo, é a cidade mais linda que eu já vi.. OK...com excessao do Rio de Janeiro. Eu moro já há muitos anos na Alemanha. Um grande abraco. Ivone.

    ResponderExcluir

Por Victória Freitas

authorOi, Eu sou a Vic, autora do blog Morando na Suécia.
Quer saber mais?



♢ ♢ ♢

♢ ♢ ♢
Snapchat: stronglica

INSTAGRAM