26 de abril de 2016

Uma vez por ano em Estocolmo acontece a Noite da Cultura ou, em sueco, Kulturnatt.

Este ano, a Noite da Cultura aconteceu no último sábado, 23 de abril, e foram mais de 400 atividades e eventos culturais e artísticos gratuitos pela cidade, com o intuito de celebrar a diversidade cultural que existe em Estocolmo. 

A ideia é que das 18h às 24h, várias atividades artísticas aconteçam simultaneamente por toda a cidade: oficinas de dança, apresentações de balé, teatro, cinema, música ao vivo, vários museus que durante o ano são pagos abrem as portas durante todo o evento. Além disso, ainda há a possibilidade de aprender muito mais com as várias oficinas que acontecem durante o evento: costura, desenho, pintura, música, mágica e até mesmo vasos de barro. Tudo de graça!

KULTURNATT NA PRÁTICA
Alguns dias antes da Noite da Cultura acontecer, vários catálogos com os eventos da noite são disponibilizados em pontos da cidade como na Casa da Cultura (Kulturhuset), que fica na praça central da cidade (Sergels Torg). Além disso, você pode conferir todos os locais e horários dos eventos pelo site: http://kulturnattstockholm.se/

Como não é possível estar presente em todos os eventos e oficinas da Kulturnatt, já que muitos acontecem na mesma hora, o melhor a fazer é planejar com antecedência e marcar no catálogo de eventos o que você achar mais interessante.

O QUE EU VI POR LÁ
2015 Conheci a Noite da Cultura no ano passado, quando juntamos um grupo de amigos e eu aproveitei para ver alguns museus que eu ainda não tinha conhecido. Em 2015, na praça central de Estocolmo rolou até um mini desfile carnaval brasileiro; visitei o Museu da Dança (Dansmuseet), que conta a história das diversas danças pelo mundo; o Museu  do Mediterrâneo (Medelhavsmuseet), com coleções de objetos antigos da região do Mediterrâneo e seus arredores, é possível descobrir inclusive o que há por detrás das bandagens das múmias e se vestir como um faraó; visitei também o Museu dos Bondes (Spårvägsmuseet), onde você encontra todos os modelos anteriores de bondinhos de Estocolmo; e o museu mais antigo da Suécia, da Armaria Real (Livrustkammaren), que apresenta vários artefatos da história militar da Suécia.

Não sou uma grande fã de museus, mas como era de graça (agora muitos deles são gratuitos o ano todo) e como estava acompanhando os amigos, acabei visitando todos aqueles museus no ano passado. Porém, esse ano resolvi tentar ver outras coisas, participar de oficinas e ver o que mais acontece na noite cultural de Estocolmo.

2016 Uma mistura de chuva com neve não me deixou muito animada em sair de casa no horário, então fui para o centro um pouco mais tarde. Ainda assim, consegui ver muitas coisas.

O primeiro lugar que fui tinha várias oficinas de dança como Tango, Salsa e Lindy Hop. Participei da aula de Lindy Hop, mas acabei me arrependendo já que demorou quase uma hora, era bem básico e eu não podia sair a qualquer momento que quisesse para ver mais ao redor da cidade (mesmo assim saí e deixei alguém sem par... hehe). No mesmo lugar, tinha também oficinas de arte para crianças, oficinas de costura e aplicações diversas em tecidos e uma oficina de vasos de barro que estava lotada.

O segundo lugar pelo qual me interessei foi um observatório, mas além da fila gigante, estava bastante nublado e provavelmente seria bem difícil ver estrelinhas e planetas, então acabei desistindo.

Então fui rumo ao lugar que mais gostei da Kulturnatt: um museu...

TEKNISKA MUSEET - MUSEU DA TECNOLOGIA


Pois é! Pra quem acha que não é fã de museu assim como eu é porque nunca foi ao Museu da Tecnologia em Estocolmo.

Na Noite da Cultura do ano passado, muitas pessoas falaram que foi o melhor do evento, mas como não deu tempo de visitá-lo daquela vez, ele foi uma das opções do fim de semana passado.

Com cerca de 10.000 metros quadrados, o Museu da Tecnologia é incrivelmente interativo! Lá você pode desenhar com o movimento dos seus olhos, entrar em uma batalha onde só sua atividade cerebral relacionada ao foco é o que conta, pilotar uma escavadeira, ver como uma máquina de lavar louças funciona por dentro, medir a força que você tem em cada braço, dançar, brincar, etc. É fascinante! O único arrependimento foi de não ter chegado lá mais cedo para poder ver mais do museu...

Enfim, assim foi minha noite cultural em Estocolmo. E se você vier à cidade, não deixe de ir ao Museu da Tecnologia!

Beijos e hej då!

0

12 de abril de 2016

O Mercado Medieval, ou Medeltidsmarknad em sueco, é um dos vários eventos que acontecem na praça Kungsträdgården durante o ano.

Este ano, o evento aconteceu no último fim de semana e, como é um dos meus preferidos, fui lá conferir!


Ir ao Mercado Medieval é como voltar no tempo (ou como estar no seriado Game of Thrones). Tudo ali tem caráter medieval, de acordo com o tema: a forma com as barraquinhas são construídas, a comida, as músicas, os trajes dos vendedores, dos artesãos e de muitas pessoas que passam por ali, etc.

O MERCADO MEDIEVAL
O que se vê no Mercado Medieval é uma recriação da época medieval na Suécia. Músicas que fazem parte da cultura sueca e escandinava desde aqueles tempos servem como trilha sonora do evento e, enquanto os músicos tocam, seja no palco ou caminhando entre as barracas, artesãos estão cortando madeira ou fazendo esculturas de ferro ali mesmo. Também é possível sentir o cheiro de pão artesanal enquanto você assiste a lutas de espadachins ou arqueiros atirando suas flechas.


Não faltam opções quando o assunto é se divertir ou comprar produtos relacionados àquela época. Quem visita o mercado pode, por exemplo, atirar com arco e flecha, forjar ferro, lutar com espadas, andar a cavalo, assistir ao teatro de marionetes e apresentações musicais, experimentar comidas típicas. Dentre os produtos vendidos no Mercado Medieval, você pode encontrar instrumentos musicais, pedras preciosas, joias de diferentes formas e materiais, espadas, roupas e tecidos, objetos de decoração e muito mais.

COMIDA
Em um evento como este não poderia faltar a comida típica dos vikings daquela época. No mercado, além das barraquinhas de pão artesanal, chás diversos, doces típicos e diferentes tipos de carne, um pequeno viking andava por ali vendendo os doces da caixinha pendurada em seu pescoço. No ano passado, tinha até gente cozinhando sopa de ervilha de um jeito bem peculiar.

Ela me ofereceu um pedaço do pão e acabei comprando um... Delicioso por sinal!
Mercado Medieval em 2015
Barraquinha de pão no Mercado Medieval em 2015
JOGOS E ATIVIDADES

O Mercado Medieval também oferece atividades e jogos diversos, dos quais tanto crianças quanto adultos podem participar. Além do arco e flecha e lutas com espadas, era possível encontrar, por exemplo, uma mulher segurando um ratinho muito fofo em meio às barraquinhas. Quem chegava por ali poderia, pela quantia de 10 coroas suecas, tentar acertar qual porta do pequeno castelo de madeira o ratinho escolheria para entrar e, caso acertassem, as pessoas ganhavam em troca uma bijuteria colorida de plástico da sua escolha. Não vi ninguém acertando enquanto eu estava por perto...

Um dos locais onde se podia atirar com arco e flecha
Aqui, você mesmo poderia se aventurar a forjar ferro
O QUE MAIS TINHA POR LÁ
Nas fotos a seguir você pode conferir o que mais havia pelo Mercado Medieval que rolou este ano em Kungsträdgården








Hej då!
2

Por Victória Freitas

authorOi, Eu sou a Vic, autora do blog Morando na Suécia.
Quer saber mais?



♢ ♢ ♢

♢ ♢ ♢
Snapchat: stronglica

INSTAGRAM